Andando à passos lentos…

Ontem, ao retornar da Universidade, vi esse personagem da foto andando à passos lentos.

A cena fez-me pensar em alguns pontos mais gerais da sociedade, em especial, a trajetória da educação pública básica.

Os passos lentos dados pela educação, defendem alguns, nos levará a um futuro melhor. Isso possivelmente pode vir a ocorrer, mas o problema são os custos atuais dessa lentidão (coitado dos alunos de hoje).

O “cidadão” da foto não tem como ampliar sua velocidade, assim ele vai a passos lentos pelo caminho, rumo a um destino. O problema é que o tempo de exposição aos perigos pode impedir que isso ocorra. Da mesma forma ocorre com a educação de nosso país. Os custos dessa lentidão são muito altos e ninguém garante que as atuais mudanças nos levarão ao destino planejado.

Nem sempre “devagar se chega lá!”. Por isso, acredito que o sistema educacional deve ser repensado e reformulado “para ontem”. Não dá para ver nossa educação pública básica caminhando à passos lentos: não temos tantos calçados para isso! O que temos é um “sol muito forte” deformando nossas crianças.

Cristiano Bodart Bodart

Graduado em Ciências Sociais, doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo/USP.

View more articles Subscribe
comment No comments yet

You can be first to leave a comment

mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: