Papéis Sociais

Uma boa dica de leitura (fundamentação teórica para os professores que lecionam Sociologia no Ensino Médio) é a obra de Erving Goffman, especialmente o capítulo I e VI dessa obra.

O autor, por meio de uma línguagem teatral busca apresentar como em nossa vida cotidiana criamos nossos papéis sociais. Atualmente estou fezendo uma releitura mais atenta da obra a fim de buscar os elementos teóricos apresentados por Goffman para realizar uma pesquisa a fim de identificar “a representação do eu na vida online”.

Estarei buscando, a partir da obra “A representação do eu na vida cotidiana” de Erving Goffman, promover uma discussão em torno da imagem que o internauta projeta de si, tentando dirigir e dominar as impressões que possam ter dele, a fim de obter informações prévias a respeito dos demais indivíduos para agir de maneira esperada no “palco virtual” das redes sociais. A questão central deste trabalho estará em identificar se as explicações apresentadas por Goffman se aplicam aos relacionamentos online ou se esses apresentam novas configurações comportamentais que divergem do formato apresentado por esse autor nas relações cara-a-cara.
O livro pode ser baixado em
Cristiano Bodart Bodart

Graduado em Ciências Sociais, doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo/USP.

View more articles Subscribe
comment No comments yet

You can be first to leave a comment

mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: