Pedro e os Lobos – Os Anos de Chumbo na trajetória de um guerrilheiro urbano

Uma sugestão de leitura é a obra do Jornalista e Historiador João Roberto,
“Pedro e os Lobos – Os Anos de Chumbo na trajetória de um guerrilheiro urbano”
O livro pode ser comprado em http://www.pedroeoslobos.com/

A história que ainda queima nas mãos dos historiadores!

Os Anos de Chumbo ainda fervilham nas mãos dos historiadores. Principalmente agora que a nossa presidenta é uma ex-combatente da luta armada e o SBT lança uma novela – Amor e Revolução – cujos personagens centrais são guerrilheiros.
Para tirar todas as dúvidas deste período – que foi um dos mais conturbados da história do Brasil – está surgindo Pedro e os Lobos – Os Anos de Chumbo na trajetória de um guerrilheiro urbano.

O livro, escrito numa linguagem jornalística por João Roberto Laque, leva em paralelo duas histórias. A primeira é a do ex-sargento da Força Pública Pedro Lobo de Oliveira e seus colegas de metralha, onde se vê a ascensão e queda dos grupos guerrilheiros que resolveram enfrentar, à bala, o regime militar instalado no Brasil em 1964.
Junto corre a agitação da “grande política” da época – da renúncia de Jânio Quadros à posse de José Sarney – e as principais ações guerrilheiras nas cidades, além da guerrilha de Três Passo, de Caparó e do Araguaia.
Pedro nasce nos cafundós da Serra do Mar paulista em 1931 e migra para capital aos 18 anos. Seu sonho é chegar a Mato Grosso onde espera encontrar um eldorado financeiro participando do desbravamento do Estado.
Depois de quase virar escravo branco numa plantação de banana, trabalhar como servente de pedreiro e metalúrgico, o personagem central de Pedro e os Lobos entra para a Força Pública onde chega ao posto de sargento.
Exonerado da corporação em maio de 1964 – os militares que acabavam de assumir o poder suspeitavam que Pedro pertencesse ao Partido Comunista – ele vira segurança pessoal de Luís Carlos Prestes e depois funda a organização guerrilheira Vanguarda Popular Revolucionária, que viria a abrigar o lendário capitão Carlos Lamarca.
De armas nas mãos, Pedro Lobo se torna Getúlio ou Gegê e passa a atazanar a ditadura de coturnos com ações espetaculares. Invasão de quartéis, atentados à bomba, roubos de carros, assaltos à bancos e até o justiçamento dum oficial norte-americano estão no currículo deste destemido combatente urbano.
Preso ao pintar um caminhão roubado com as cores do Exército, o ex-sargento vai sofrer o diabo nas mãos dos milicos e amargará um ano e meio de cadeia. Banido do país na troca por um embaixador, Pedro vira apátrida e passa pela Argélia, faz treinamento militar em Cuba, escapa da morte no Chile e vaga pelas ruas da Argentina até encontrar asilo na extinta Alemanha Oriental, atrás do que o Ocidente costumava chamar de Cortina de Ferro.
Com a anistia, o ex-guerrilheiro volta ao Brasil e é reintegrado como sargento à Polícia Militar (o novo nome da Força Pública paulista) fechando um surpreendente ciclo.
Veja nos links abaixo algumas matérias, sobre o livro ,publicadas em jornais nacionais: 
Diário de São Paulo: http://www.diariosp.com.br/_conteudo/2010/11/13327-a+luta+armada+por+um+ex+guerrilheiro.html
Bom Dia Bauru: http://www.redebomdia.com.br/Noticias/Dia-a-dia/36759/Pedro,+lobos+e+o+jornalista
O livro pode ser encontrado também nas seguintes livrarias:
São Paulo

Anita Garibaldi
Casa Vermelha
Centauro
Comunitária ( na Puc )
Cultura
Expressão Popular
Humanitas
Loyola
Martins Fontes (da av. Paulista).
Marxista

São José dos Campos
Boa Viagem (na rodoviária de São José)

Campinas
Cultura (do Shopping Iguatemi)
Pontes

Brasília
Cultura

Belo Horizonte
Do Ouvidor

Rio de Janeiro
Leonardo Da Vinci

Porto Alegre
Cultura
Palmarinca

Cristiano Bodart Bodart

Graduado em Ciências Sociais, doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo/USP.

View more articles Subscribe
comment No comments yet

You can be first to leave a comment

mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: