Por que não cumpriremos nossas promessas de ano novo?

Foto retirada de http://www.betoveiga.com

Por Cristiano Bodart
Ano novo e as mesmas promessas de sempre: vou estudar mais, vou dar mais atenção aos meus amigos, vou economizar dinheiro para comprar algo…
Por que todo ano as pessoas fazem promessas a si mesmas e não as cumprem?
A Sociologia nos ajuda a entender isso.
Nós possuímos habitus que nos faz agir de uma dada forma. O habitus seria a predisposição a agir de uma dada maneira. Este habitus adquirimos por meio do processo de socialização. Dependendo das experiências que temos ao longo de nossa vida vamos construindo valores e crenças (que nos fornece uma perspectiva do mundo) que nos orientará em nossas ações (grosso modo, podemos dizer que o habitus seria essa predisposição motivada pelas nossas crenças e valores). Por exemplo, se eu tive um contato duradouro com pessoas pacíficas (ao longo de minha criação), frente a uma briga, quase que instintivamente buscarei evitar a confusão. Mas se, ao contrário, eu tiver tido contatos ao longo de minha educação mais duradoura com pessoas violentas eu, quase que instintivamente, agirei de forma violenta frente a uma briga (muitas vezes nem percebemos que fazemos escolhas de como agir, isso devido o hbitus estar intrínseco em nossas vidas). Terei possivelmente a crença de que não posso “levar desaforo para casa”. Essas atitudes são, em grande parte, determinada pelo habitus que possuímos.
Voltando as promessas do ano novo. Quando fazemos promessas para o novo ano, geralmente estão ligadas a algo que naturalmente não o fizemos. Muitas vezes não o fizemos por não ser parte de nosso costume, nosso habitus não nos “força” a agir ou fazer aquilo. Como o habitus é produzido ao longo de nossa educação mais duradoura, ou melhor, ao longo de nosso processo de socialização, teremos dificuldades para cumprir algumas promessas que fogem de nossas atitudes comuns ou habituais (veja que essa palavra vem de habitus). O ano pode ser novo, mas nosso habitus são antigos.
 Não conseguimos mudar nosso habitus de um dia para o outro. Por isso não cumpriremos muitas de nossas promessas. Isso não será de propósito, apenas não estaremos predispostos (disposição prévia) a tais novas atitudes.

Cristiano Bodart Bodart

Graduado em Ciências Sociais, doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo/USP.

View more articles Subscribe
Leave a response comment3 Responses
  1. daniel tomaz
    janeiro 02, 12:40 daniel tomaz

    Verdade de ++++

    reply Reply this comment
  2. Prof. Wagner Fonseca
    janeiro 02, 14:24 Prof. Wagner Fonseca

    bah, que droga…. você acabou com todas minhas promessas Cristiano….

    vou esquecer meu projeto de fazer mestrado…
    srsrsrsr

    feliz ano novo para você Cristiano!!!!

    reply Reply this comment
  3. -=BiGNeT=-
    janeiro 02, 14:56 -=BiGNeT=-

    Bom esclarecimento, agora ja tenho um ponto de partida pra trabalhar minhas metas. Parabéns pelo blog!

    reply Reply this comment
mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: