Enquanto uns têm preços, outros têm valores

Por Cristiano das Neves Bodart
 
Preço e valor são coisas completamente diferentes, muito embora alguns as tenham erroneamente por sinônimo. Isso vale tanto para o mundo dos negócios, quanto para as demais relações sociais. O problema maior dessa confusão é quando o que está em questão são pessoas.
 
Nos negócios, o preço está relacionado a dinheiro, enquanto que valor está relacionado aos benefícios agregados ao produto, tais como sentimento de pertencimento, utilidade e sentimento a ele relacionado (possui valor agregado). Quando estamos falando de pessoas, notamos que o sentido é semelhante, porém sua confusão é mais danosa.
 
Preço é quanto vale, em dinheiro, o produto, objeto ou até mesmo uma pessoa. Este está relacionado as suas características próprias, sem nenhum outro agregado. Já o valor não é definido pelas características próprias do produto, objeto ou pessoa, mas pelo que ele agrega.
 
As pessoas têm seus valores definidos a partir do que agregam ao longo de suas vidas. Seus valores dependem da educação, dos tipos de relações sociais vivenciadas. O homem nem nasce mau, como atestava Hobbes, nem mesmo bom, como aferia Rousseau; apenas nasce homem… sem valores, apenas com preço de homem.
 
Enquanto uns apenas têm preços, outros têm valores. O caráter destes últimos não está à venda e não pode ser mensurado por meio de “preço”, seja ele pago em dinheiro, com fama ou com poder. O seu valor não está em si, mas no que agregou ao longo da vida. Por outro lado, enquanto uns tem valores, outros têm apenas preços. Alguns destes etiquetados, aguardando um comprador; expostos em vitrines, muitas vezes em promoção. Vendem-se, trocam-se sem nenhum valor agregado. Na verdade, vende-se por preços que nem mesmo valem. Quem compra, logo percebe que uns valem muito menos que 30 moedas de prata.
 
Cristiano Bodart Bodart

Graduado em Ciências Sociais, doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo/USP.

View more articles Subscribe
Leave a response comment5 Responses
  1. Deivy Lima
    fevereiro 22, 12:50 Deivy Lima

    Muito bom! Parabéns!

    reply Reply this comment
  2. Eryckson M. Reis
    março 09, 01:54 Eryckson M. Reis

    Gostei. Na sociedade, a construção pessoal é exclusivamente advinda do meio onde vive-se. O indivíduo é formalizado segundo suas ações e aprendizados no decorrer da vida. Sejam aspectos educacionais, políticos, econômicos e culturais, o cidadão realiza seus feitos conforme seus entendimento de mundo.

    reply Reply this comment
  3. Adrielle Krauchuki
    junho 24, 20:52 Adrielle Krauchuki

    Ótimo texto!
    Infelizmente tenho observado uma nova geração que já nasce com uma etiqueta na testa.
    Façamos o possível para que ela, ao menos, tenha noção disso!

    Abraços!

    reply Reply this comment
  4. Adrielle Krauchuki
    junho 24, 20:57 Adrielle Krauchuki

    Ótimo texto!
    Infelizmente tenho observado uma nova geração que já nasce com uma etiqueta na testa.
    Façamos o possível para que ela, ao menos, tenha noção disso!

    Abraços!

    reply Reply this comment
  5. Adrielle Krauchuki
    junho 24, 20:57 Adrielle Krauchuki

    Ótimo texto!
    Infelizmente tenho observado uma nova geração que já nasce com uma etiqueta na testa.
    Façamos o possível para que ela, ao menos, tenha noção disso!

    Abraços!

    reply Reply this comment
mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: