Reflexão sobre o Movimento Nacional: Rivalismo Futebolesco

Reflexão sobre o Movimento Nacional: Rivalismo Futebolesco
Por Roniel Sampaio Silva

Parece que começa a ficar evidente as primeiras grandes cisões que podem fatalmente fagocitar o movimento. 

Nossos sonhos coletivos vão beneficiar gregos e troianos.Seja de direita ou esquerda. O combate a corrupção é uma unanimidade e devia é o nosso objetivo principal.

Do meu ponto de vista está evidente isso.

Na contramão disso está o velho binarismo tradicional: manifestantes x policiais; esquerda x direita; partidarismo x anti-partidarismo; peleguismo x ditadurismo; vandalismo x pacifismo.
A grande mídia plantou a isca de nos separar e pelo jeito tem conseguido sabotar simbolicamente nossos preciosos sonhos.
A estratégia é criar um rivalismo tipicamente futebolesco o qual  nos faz voltar uns contra os outros.
A final eu tinha esquecido que aqui é o país do futebol. Por isso somos o país que gasta tanto com a Copa…
Vamos cair nessa contradição? De lutar contra a Copa e ao mesmo ser sabotado pelo rivalismo conclamada pelo futebol?
Todo carnaval tem seu fim? Se ele acabar, a comemoração vai ser a dos nossos algozes no Congresso, felizes aliados, enquanto o povo se rivalizava nos campos e na rua.

Vamos deixar isso acontecer?
Roniel Sampaio Silva

Mestre em Educação e Graduado em Ciências Sociais. Professor do Programa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí – Campus Floriano. Dedica-se a pesquisas sobre condições de trabalho docente e desenvolve projetos relacionados ao desenvolvimento de tecnologias.

View more articles Subscribe
comment No comments yet

You can be first to leave a comment

mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: