O que são normas sociais?

 Por
Cristiano das Neves Bodart
Algumas
questões são importantes para compreendermos o que seriam “normas sociais”. O
primeiro passo é compreender que trata-se de um fenômeno social que só existe
em “comum acordo” entre os indivíduos de uma determinado grupo, por isso o
adjetivo “social”. O segundo passo é compreender que sem elas seria impossível
vivermos em sociedade.
A
medida que o ser humano passou a viver em grupo foi necessário criar normas
para que a convivência fosse possível. Essas normas são acordadas entre os
indivíduos, em um primeiro momento, e aceitas pelos demais em um segundo
momento. Ao nascermos, muitas das normas já estão postas e outras são
construídas socialmente com ou sem nossa participação direta. Geralmente as
normas sociais têm o objetivo de aperfeiçoar a convivência social e,
consequentemente, a coesão entre os indivíduos do grupo. Para Emile Durkheim, a
sociedade só existe devido as regras sociais que padronizam, se certa forma, as
condutas dos indivíduos, estando à serviço da ordem e do bem comum. Já Karl
Marx destaca que as normas sociais são criadas por aqueles que têm poder e com
o objetivo de manter o status quo, em outros termos, as desigualdades existente
entre os dominados e dominantes. Já Max Weber destaca que as normas sociais são
fruto das ações e intencionalidade dos indivíduos. Enquanto Durkheim atesta que
a sociedade determina as normas ao indivíduos, Weber afirma o aposto, pauta-se
numa visão liberal, onde o indivíduo determina a sociedade.
As
normas podem ser explícitas ou implícitas. As normas consideradas explícitas
são aquelas que estão inscritas nas regras jurídicas. As normas implícitas não
estão inscritas como legislação jurídica, mas são seguidas/observadas pelo
grupo, tendo também sansões (físicas, psicológicas ou sociais) em caso de não
observância.
Usando o futebol como exemplo, temos a pênalti como norma explícita e o fair play como exemplo de norma implícita.
Na música “O que acontece na balada” é possível observarmos
que há um grupo que só existe como tal devida a sua norma: o uso sigilo.
Trata-se de uma norma implícita compartilhada entre os “baladeiros”. Segue a
música:
O Que Acontece Na Balada
Interpretes: Thaeme e Thiago
Compositores: Nando Marx & Ed. Panttanal
O que acontece na balada
Fica na balada
Alguém me viu aqui?
Não!
Eu também não vi ninguém
Eu tava em casa
E fui dormir com saudade do meu bem
O que acontece na balada
Fica na balada
A turma tá sabendo
E ninguém pode falar nada
Se não a casa cai pra todo mundo
Ooooo
Tá todo mundo aqui na minha mão
Eu na mão de todo mundo
Tá lotado, tá bombado
Pra completar a festa ainda é open bar
E tem solteira
Tem casada
Decidida e mau amada
Tem as preparadas
Tem as santinhas
E as que não valem nada
Alguém me viu aqui?
Não!
Eu também não vi ninguém
Eu tava em casa
E fui dormir com saudade do meu bem

 

Cristiano Bodart Bodart

Graduado em Ciências Sociais, doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo/USP.

View more articles Subscribe
comment No comments yet

You can be first to leave a comment

mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: