Dez dicas de como abordar temas sociais sem passar vergonha na Internet

Dez dicas de como abordar temas sociais sem passar vergonha na Internet
Por Roniel Sampaio Silva
Você é daqueles que gosta de conversar sobre sociedade, política e debate com as pessoas na internet sobre estes temas? Saiba que é possível qualificar-se para embasar cientificamente sua opinião a fim de torná-la mais racional, pontual e impactante nos debates.

 

Lembre-se que todo mundo tem opinião, desde de as pessoas mais  cultas às menos esclarecidas. As pessoas menos esclarecidas costumam achar que possuem opinião genuína, porém, quase sempre, apenas propagam opiniões de terceiros com mais frequência e intensidade.  Neste post irei explicar como aproximar-se de ter uma opinião genuína e qualificada.
Pessoas diferenciadas conseguem se valer da sua sabedoria para selecionar, processar e refinar opiniões, informações  a partir de alguns passos básicos os quais listo abaixo:
1- Esteja aberto a mudar de opinião. Se você aprende com o debate, você é o vencedor. Se você apenas quer “mostrar que é melhor”, você já perdeu.
2- Analise os fenômenos a partir de situações gerais e evite situações particulares. “Mas eu conheço um cara da minha rua que foge a essa regra”. Casos gerais ajudam a compreender o problema de forma ampla e relacioná-los a outras questões sociais.
3- Leia atentamente cada afirmação e procure organizar argumentos e contra-argumentos. Numerar argumentos é a melhor saída porque: 1- Torna os argumentos mais didáticos; 2- Ajuda a organizar e validar as ideias. Problemas de leitura e interpretação de textos apenas acentuam os conflitos e tornam o debate pobre. A maior parte dos conflitos longos de internet são oriundos da problemas de leitura e interpretação de texto.
4- Aprenda com o debate. Busque mais fontes, preferencialmente livros e periódicos cujo rigor metodológico costuma ser maior que páginas de internet.
5- Valide seus argumentos obrigatoriamente de forma empírica. Cada argumento pode ser validado com a realidade por meio de resultados de pesquisa amplamente disponíveis em revistas acadêmicas, livros e pesquisadores. Cite suas fontes.
6- Analise a fonte. Suspeite de todas as suas fontes de informação. Quem são estas fontes? Quais os interesses dela? Por que divulgam essas informações? Como eles irão se beneficiar com essas informações. Cuidado apenas para não ficar paranoico conspiracionista. Lembre-se que uma teoria conspiracionista não tem comprovação.
7- Verifique o contexto da afirmação. Cabe ressaltar que fenômenos têm contextos diferentes e um argumento que explica um contexto não necessariamente explica outro. Uma medida implantada num país estrangeiro não necessariamente pode ser exitosa no Brasil. A cultura, a política e o contexto temporal e espacial podem dar um outro rumo à ação, desdobrando resultados diferentes.
8- Não relacione situações irresponsavelmente. Evite relacionar fenômenos sociais como causa ou consequência do outro apenas para satisfazer seu argumento. Evite também dar explicação depois de ocorrido o fato, a famosa falácia ad hoc. Relacionar um fenômeno a outro após ocorrido apenas para tentar justificar o argumento.
9 – Domine a ideia que você está defendendo. Tenha domínio (quase) pleno do  que defende, consequências, dificuldades. Vislumbre como a medida vai afetar as pessoas e a sociedade de forma geral.
10- “Evite conflitos desnecessários“, já dizia Sun Tzu. Se o seu adversário não se vale dessas regras aqui listadas, você apenas perderá seu tempo.Na ocasião, mande este link para ele para que o debate possa subir de patamar.
Como citar esse texto:
SILVA, Roniel Sampaio. Dez dicas de como abordar temas sociais sem passar vergonha na Internet. Blog Café com Sociologia. com. Disponível em:linkdapostagemaqui. Acesso em: dia mês ano.

 

ronielsampaio@gmail.com

Graduado em Ciências Sociais pela UFPI, mestre em Educação pela UNIR e docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí.

View more articles Subscribe
comment No comments yet

You can be first to leave a comment

mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: