Ícone do site Blog Café com Sociologia

Florestan Fernandes: A trajetória do patrono da Sociologia

Florestan Fernandes foi um sociólogo, ativista pela educação pública e intelectual orgânico da classe trabalhadora. Fernandes ganhou destaque na produção acadêmica da recém criada Universidade de São Paulo na década de 1930. Na medida que foi amadurecendo como intelectual, se engajou na luta pela escola pública e no fortalecimento de serviços públicos. Foi um deputado constitucional em 1988 pelo partido no qual ajudou a fundar, o Partido dos trabalhadores.

Morte

“Seis dias depois de se submeter a uma operação de transplante de fígado, o sociólogo Florestan Fernandes, 75 anos, morreu no início da madrugada no Hospital das Clínicas na capital paulista. Seu corpo foi velado no Salão Nobre da Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo, de onde partiu para a cremação no cemitério de Vila Alpina, também em São Paulo”, noticiou o Jornal do Brasil em 10 de Agosto de 1995.
Jornal do Brasil, edição de 10/08/1995
Florestan Fernandes publicou, a partir dos anos 40, 56 livros e mais de 100 artigos. Atuou 24 anos como professor da Universidade de São Paulo (USP).

Florestan Fernandes algumas de suas obras:

 

Documentário biográfico póstumo

Sair da versão mobile