Ação Social em Max Weber

Ação Social em Max Weber

Ação social em Weber

Por Cristiano das Neves Bodart 
 .
Max Weber e seu conceito de Ação Social são muito estudados no Ensino Médio, por isso, acredito, que uma apresentação breve do conceito ajudará os iniciantes a compreender um pouco o pensamento desse clássico da Sociologia.
 .
Para início de conversa, Max Weber é considerado o fundador da sociologia compreensiva, a qual busca compreender o sentido das ações sociais. Para esse sociólogo, a sociologia uma ciência que “visa compreender interpretativamente a ação social e assim explicá-la causalmente em seu curso e em seus efeitos” (WEBER, 2000, p. 3).
 .

Compreensão’ significa em todos esses casos: apreen- são interpretativa do sentido ou da conexão de sentido: a) efetivamente visado no caso individual (na consideração histórica), ou b) visando em média e aproximadamente (na consideração sociológica em massa, ou c) o sentido ou conexão de sentido a ser construído cientificamente (como ‘ideal-típico’) para o tipo puro (tipo ideal) de um fenômeno frequente (WEBER, 2000, p. 6).

.
Para Weber, a Sociologia deve se preocupar com a interpretação das ações sociais. Para a análise de uma ação
social [para julgar se seria ou não uma ação social] necessário observar três aspectos. Seriam eles:
.
a. Em uma ação social os indivíduos levam em conta a existência e o comportamento dos outros. Por exemplo, duas crianças muito pequenas brincando na mesma sala não há ação social, isso por falta de percepção do significado das ações do outro. Nesse caso não há ação social.
.
b. Outro critério é do significado: a ação do sujeito deve ter o seu valor como um sinal ou símbolo para os outros e as ações dos outros também devem ter seu valor como um sinal ou símbolo. Assim, a ações social será sempre dotada de sentido. A conduta é inserido num sistema de comunicação.
 .

A “ação social” mencionada nessa definição é uma modalidade específica de ação, ou seja, de conduta à qual o próprio agente associa um sentido. É aquela ação orientada significativamente pelo agente conforme a conduta de outros e que transcorre em consonância com isso (COHN, 1992, p. 26-27).

 
Uma vez identificado a ação como “ação social”, torna-se necessário o sociólogo buscar compreender os sentido da ação. Um outro sociólogo que avançou a partir das bases colocadas por Max Weber foi Alfred Shutz, o qual gosto muito.
 
 
 Referências

COHN, Gabriel (org). Max Weber. 6. ed. São Paulo: Ática, 1997.

WEBER, Max. Economia e Sociedade. 4.ed. Brasília: UnB, 2000 [1921]. v.1

 
 
 
 


Cristiano Bodart

Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Docente do Centro de Educação da Ufal.

View more articles Subscribe
Leave a response comment4 Responses
  1. joselia maliz
    Março 07, 02:27 joselia maliz

    Muito bom.!!!

    reply Reply this comment
  2. joselia maliz
    Março 07, 02:28 joselia maliz

    Muito bom.!!!

    reply Reply this comment
mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: