Solidariedade e tragédia: entre a comunhão e o assistencialismo

Solidariedade e tragédia: entre a comunhão e o assistencialismo
.
.
Frente à acontecimentos, como o que ocorreu em Santa Maria/RJ, onde cerca de 230 jovens tiveram suas vidas ceifadas, a palavra “solidariedade” torna-se frequente nos meios de comunicações, muitas vezes de forma desconexa com seu sentido original. A final, o que é solidariedade? O que a Sociologia tem a nos dizer a esse respeito?
Na Sociologia o conceito de “solidariedade” está quase sempre ligada a figura de Émile Durkheim; teórico que partindo desse conceito desenvolveu dois outros correlatos: “solidariedade mecânica” e “solidariedade orgânica”.

 

A palavra “solidariedade” tem sua origem no latim. Vem de “solidare”, que significa, etimologicamente, “confirmar”, “solidificar”. A origem dessa palavra é a mesma que do adjetivo “sólido”, que significa “ter consistência”, “não ser oco”, e “que não se desfaz facilmente”.
 Curioso que Durkheim dizia que existem situações indesejadas, como crimes e tragédias, por exemplo, que trariam benefícios ao grupo social. Estranho, não? Se tomarmos o raciocínio desse sociólogo veremos que é, no mínimo, bem lógico. Para ele, ao ocorrer situações indesejadas a sociedade, que é, de certa forma, um grupo coeso, tem sua solidariedade maximizada. Tragédias, como a que ocorreu sensibiliza os indivíduos, o que solidifica a união. Certamente hoje os brasileiros se sentem mais próximos uns dos outros.
Para o sociólogo americano Donald Pierson, solidariedade seria uma,

 “condição do grupo que resulta da comunhão de atitudes e de sentimentos, de modo a constituir o grupo em apreço uma unidade sólida, capaz de resistir às forças exteriores e mesmo de tornar-se ainda mais firme em face de oposição vinda de fora” (Donald Pierson).

Sermos solidários é sermos um corpo mais forte, mais sólido, mais unido, etc. A solidariedade não está em doar roupas, comidas ou água, está no sentimento de unidade, de comunhão. Doações são “resultados naturais” da comunhão.
A mídia reducionista transforma o conceito de solidariedade em atos de doações e de trabalho voluntário, afastando de seu significado original. O sentido que muitas vezes ouvimos está ligado ao assistencialismo, que caracteriza-se pela doação de produtos concretos e atendimento emocional que sustenta relações de dominação (GUARESCHI, 2000)*. Solidariedade é comunhão. Em momentos de tragédias as vítimas precisam mais de solidez social e não apenas sopa, roupa e agasalho… carecem de solidariedade para continuar desejando viver entre nós… conosco… em comunhão. O que passar disso é mero assistencialismo… não é comunhão.

 

 

*Guareschi, P. (2000). Relações Comunitárias – Relações de Dominação. In: Campos, R.H.F. (Org.). Psicologia Social Comunitária – da solidariedade à autonomia. (pp.81-99). 4ª Ed. Petrópolis: Vozes. 

.

.

Assista aqui um vídeo explicando os conceitos de Solidariedade orgânica e solidariedade mecânica.

Cristiano Bodart

Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Docente do Centro de Educação da Ufal.

View more articles Subscribe
Leave a response comment9 Responses
  1. Teresa Mortatti
    janeiro 28, 14:23 Teresa Mortatti

    Caro Cristiano,

    Seu blog tem sido muito util para munhas aulas de sociologia.Sua postagem de hoje,simples,direta e verdadeira quando diz que solidariedade é comunhao, será o tema da minha primeira aula desse ano letivo que se inicia.

    obrigada,

    Teresa

    reply Reply this comment
  2. Edson Bertoldo
    janeiro 28, 20:06 Edson Bertoldo

    Caro amigo Cristiano,
    Sou muito grato pelo seu blog pois deste que conheci que esta ferramenta vem me ajudadndo muito em minhas aulas para o ensino medio. E estava procurando um tema para minha primeira aula e faço como a amiguinha acima (Teresa)vou trabalhar com o tema solidariedade a apartir deste texto. Valeu.

    reply Reply this comment
  3. Cristiano Bodart Bodart
    janeiro 28, 20:29 Cristiano Bodart Bodart

    Opa. Bom que tenham gostado do blog. Esse é nosso objetivo. Fiquem a vontade para usa-lo nas aulas. Para só é uma honra.

    reply Reply this comment
  4. marilia smarzaro
    fevereiro 03, 17:20 marilia smarzaro

    Adoro o blog, na verdade ele dinamiza minhas aulas…Repassei para meus alunos com intuito de acrescentar conhecimentos ensinados durante todo o ano e como visão de mundo também. Parabéns!!!

    reply Reply this comment
  5. Cristiano Bodart Bodart
    fevereiro 03, 18:15 Cristiano Bodart Bodart

    Marilla, que bom que tem se agradado com o nosso blog. Fique a vontade para degustar um café com sociologia, assim como servir a seus alunos. Abraço.

    reply Reply this comment
  6. shyrleane
    março 24, 19:21 shyrleane

    Parabéns aos blogueiros.Quero tambem registrar que utlizo frequentemente as músicas e textos disponibilizados,com isso o processo de ensino e aprendizagem melhoraram bastante.

    reply Reply this comment
  7. patrichaves
    setembro 11, 21:35 patrichaves

    Caro Cristiano,
    Estou muito impressionada com a qualidade do seu blog, muitos textos de boa qualidade e excelentes para tratar de sociologia com nossos alunos.
    Obrigada por disponibilizar esse material.

    reply Reply this comment
  8. Cristiano Bodart Bodart
    setembro 12, 01:34 Cristiano Bodart Bodart

    Patrícia Chaves, brigado. Bom que gostou.

    reply Reply this comment
  9. Ana clara lopes
    setembro 17, 19:33 Ana clara lopes

    Nos dias de hoje muitas pessoas não sabe o que e ser solidaria e cada um por si e não ta nem ai pra ninguém e nós não podemos ver uma ´pessoa com dificuldade e não ajuda porque um dia nós vamos precisar de ajuda também.

    reply Reply this comment
mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: