Solidariedade e tragédia: entre a comunhão e o assistencialismo

.
.
Frente à acontecimentos, como o que ocorreu em Santa Maria/RJ, onde cerca de 230 jovens tiveram suas vidas ceifadas, a palavra “solidariedade” torna-se frequente nos meios de comunicações, muitas vezes de forma desconexa com seu sentido original. A final, o que é solidariedade? O que a Sociologia tem a nos dizer a esse respeito?
Na Sociologia o conceito de “solidariedade” está quase sempre ligada a figura de Émile Durkheim; teórico que partindo desse conceito desenvolveu dois outros correlatos: “solidariedade mecânica” e “solidariedade orgânica”.

 

A palavra “solidariedade” tem sua origem no latim. Vem de “solidare”, que significa, etimologicamente, “confirmar”, “solidificar”. A origem dessa palavra é a mesma que do adjetivo “sólido”, que significa “ter consistência”, “não ser oco”, e “que não se desfaz facilmente”.
 Curioso que Durkheim dizia que existem situações indesejadas, como crimes e tragédias, por exemplo, que trariam benefícios ao grupo social. Estranho, não? Se tomarmos o raciocínio desse sociólogo veremos que é, no mínimo, bem lógico. Para ele, ao ocorrer situações indesejadas a sociedade, que é, de certa forma, um grupo coeso, tem sua solidariedade maximizada. Tragédias, como a que ocorreu sensibiliza os indivíduos, o que solidifica a união. Certamente hoje os brasileiros se sentem mais próximos uns dos outros.
Para o sociólogo americano Donald Pierson, solidariedade seria uma,

 “condição do grupo que resulta da comunhão de atitudes e de sentimentos, de modo a constituir o grupo em apreço uma unidade sólida, capaz de resistir às forças exteriores e mesmo de tornar-se ainda mais firme em face de oposição vinda de fora” (Donald Pierson).

Sermos solidários é sermos um corpo mais forte, mais sólido, mais unido, etc. A solidariedade não está em doar roupas, comidas ou água, está no sentimento de unidade, de comunhão. Doações são “resultados naturais” da comunhão.
A mídia reducionista transforma o conceito de solidariedade em atos de doações e de trabalho voluntário, afastando de seu significado original. O sentido que muitas vezes ouvimos está ligado ao assistencialismo, que caracteriza-se pela doação de produtos concretos e atendimento emocional que sustenta relações de dominação (GUARESCHI, 2000)*. Solidariedade é comunhão. Em momentos de tragédias as vítimas precisam mais de solidez social e não apenas sopa, roupa e agasalho… carecem de solidariedade para continuar desejando viver entre nós… conosco… em comunhão. O que passar disso é mero assistencialismo… não é comunhão.

 

 

*Guareschi, P. (2000). Relações Comunitárias – Relações de Dominação. In: Campos, R.H.F. (Org.). Psicologia Social Comunitária – da solidariedade à autonomia. (pp.81-99). 4ª Ed. Petrópolis: Vozes. 

.

.

Assista aqui um vídeo explicando os conceitos de Solidariedade orgânica e solidariedade mecânica.

Cristiano Bodart

Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), professor do Centro de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Pesquisador do tema "ensino de Sociologia". Autor de livros e artigos científicos.

9 Comments

  1. Caro Cristiano,

    Seu blog tem sido muito util para munhas aulas de sociologia.Sua postagem de hoje,simples,direta e verdadeira quando diz que solidariedade é comunhao, será o tema da minha primeira aula desse ano letivo que se inicia.

    obrigada,

    Teresa

  2. Caro amigo Cristiano,
    Sou muito grato pelo seu blog pois deste que conheci que esta ferramenta vem me ajudadndo muito em minhas aulas para o ensino medio. E estava procurando um tema para minha primeira aula e faço como a amiguinha acima (Teresa)vou trabalhar com o tema solidariedade a apartir deste texto. Valeu.

  3. Adoro o blog, na verdade ele dinamiza minhas aulas…Repassei para meus alunos com intuito de acrescentar conhecimentos ensinados durante todo o ano e como visão de mundo também. Parabéns!!!

  4. Parabéns aos blogueiros.Quero tambem registrar que utlizo frequentemente as músicas e textos disponibilizados,com isso o processo de ensino e aprendizagem melhoraram bastante.

  5. Caro Cristiano,
    Estou muito impressionada com a qualidade do seu blog, muitos textos de boa qualidade e excelentes para tratar de sociologia com nossos alunos.
    Obrigada por disponibilizar esse material.

  6. Nos dias de hoje muitas pessoas não sabe o que e ser solidaria e cada um por si e não ta nem ai pra ninguém e nós não podemos ver uma ´pessoa com dificuldade e não ajuda porque um dia nós vamos precisar de ajuda também.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: