Cidadania em cordel: sugestão para a aula

Cidadania em cordel: sugestão para a aula

Cidadania

Trazemos nesta postagem um cordel da professora-poeta alagoana Marlene Ramos. O cordel é uma manifestação cultural de origem portuguesa e que se desenvolveu na Região Nordeste, embora tenha se espalhado por todo o país. Sua publicização mais recorrente são os pequenos livros (livretos) com capas de xilogravura que ficam pendurados em barbantes ou cordas, e daí o seu nome “cordel”. Os cordéis podem ser ótimos instrumentos didáticos, seja como:

  1. Leitura preliminar do conteúdo que será abordado na aula:
  2. Síntese conclusiva do conteúdo estudado na aula;
  3. Material inspiração à produção autoral dos alunos;
  4. Objeto de análise da cultura nordestina.

Segue apresentamos a produção de Marlene Ramos e, por fim, uma sugestão de uso em sala de aula:

CIDADANIA

Por Marlene Ramos

Marlene Ramos

Peço licença a todos

Que estão aqui presentes,

O que vou falar agora

Vai deixar todos contentes.

O assunto aqui tratado

É da cidadania, minha gente.

 

Cidadania é uma palavra,

Falada por muita gente,

Mas, que muitos não sabem

Seu sentido verdadeiramente.

Cidadania é o direito

De viver decentemente.

 

Cidadania é direito de ter

Ideia e poder expressá-la

Poder votar em alguém

Sem ninguém ameaçá-la

É ser negro ou homossexual

Sem ninguém discriminá-la

 

É praticar uma religião

Sem ser perseguido

É poder devolver um produto,

Estragado ou vencido

É poder desfrutar dos direitos

Que por nós foram conseguidos.

 

Ser cidadão é ter

Maior participação

É está ciente de tudo

Que acontece na Nação,

Se nós agirmos assim,

Seremos de fato cidadão.

 

É conservar intactos

Os bens públicos da cidade

É tratar bem as pessoas,

Não importando a idade.

Se agirmos desse modo

Seremos cidadãos de verdade.

 

Ter cidadania é ter

Saúde e boa educação,

Ter emprego e também,

Ter uma habitação,

Usufruir dos direitos

Que estão na constituição.

 

Um cidadão deve ter

Direito à segurança

Menor deve ter lazer

E ser tratado como criança,

Mas, para muito brincar…

Fica só na esperança.

 

Cidadania é a pessoa,

Ter liberdade de se expressar,

Mas que a fala não venha

Outra pessoa magoar

É ser respeitado pelos outros

E também os respeitar.

 

Mas não é bem assim,

A realidade é diferente.

Respeito quase não existe,

Leitura é insuficiente.

Enquanto isso não mudar,

Nunca poderemos falar:

Eu sou cidadão verdadeiramente

 

 

***

Dica** de como trabalhar o cordel “Cidadania”, de Marlene Ramos:

Solicite os alunos previamente que tenham em mãos ou no celular a Constituição Federal Brasileira de 1988. 

Distribua a turma em grupos de 3 ou 4 alunos e peça que:

Encontre na Constituição Federal os direitos e deveres dos cidadãos brasileiros;

Identifique dois direitos contidos na Constituição Federal de 1988 que não estão presentes no cordel;

Com base nas garantias sociais contidas na Constituição Federal de 1988 peça que produzam uma estrofe para um cordel coletivo da turma;

Na aula posterior, distribua as seguintes tarefas entre os dos grupos de alunos (pode ser os mesmos grupos da aula anterior):

  • Produzir um livreto gigante com papel cenário (dobrado ao meio);
  • Escreva o cordel coletivo da turma no livreto gigante;
  • Montar um varão no corredor da escola;

Feito essas tarefas, faça uma escala de alunos para ficar no intervalo apresentando o cordel (um aluno declamando o cordel e outros alunos convidando colegas para ver e ouvir o cordel produzido). Um aluno pode antes explicar ao visitante o que é um cordel.

 

 

Nota:

*Formada em pedagogia pela Universidade Federal de Alagoas – UFAL e especialista em Gestão Escolar  pela Faculdade São Tomás de Aquino – FACESTA.

** Dicas do editor do Blog Café com Sociologia, Cristiano Bodart. Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP) e docente da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

Cristiano Bodart

Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Docente do Centro de Educação da Ufal.

View more articles Subscribe
comment No comments yet

You can be first to leave a comment

mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: