Música: Classe Média – MAX Gonzaga

Música: Classe Média – MAX Gonzaga

Para uso em sala de aula, indicamos o vídeo sem o clipe, apenas com a letra. O clipe. pode retirar a atenção do educando na letra da música. O vídeo só com a letra disponibilizamos  aqui . Depois de analisado a música, recomendamos repassar o vídeo, agora na versão com o clipe.

Segue a letra:

Classe Média
(Max Gonzaga)
Composição: Max Gonzaga

Sou classe média
Papagaio de todo telejornal
Eu acredito
Na imparcialidade da revista semanal
Sou classe média
Compro roupa e gasolina no cartão
Odeio “coletivos”
E vou de carro que comprei a prestação
Só pago impostos
Estou sempre no limite do meu cheque especial
Eu viajo pouco, no máximo um pacote cvc tri-anual
Mais eu “to nem ai”
Se o traficante é quem manda na favela
Eu não “to nem aqui”
Se morre gente ou tem enchente em Itaquera
Eu quero é que se exploda a periferia toda
Mas fico indignado com estado quando sou incomodado
Pelo pedinte esfomeado que me estende a mão
O pára-brisa ensaboado
É camelo, biju com bala
E as peripécias do artista malabarista do farol
Mas se o assalto é em Moema
O assassinato é no “jardins”
A filha do executivo é estuprada até o fim
Ai a mídia manifesta a sua opinião regressa
De implantar pena de morte, ou reduzir a idade penal
E eu que sou bem informado concordo e faço passeata
Enquanto aumenta a audiência e a tiragem do jornal
Porque eu não “to nem ai”
Se o traficante é quem manda na favela
Eu não “to nem aqui”
Se morre gente ou tem enchente em Itaquera
Eu quero é que se exploda a periferia toda
Toda tragédia só me importa quando bate em minha porta
Porque é mais fácil condenar quem já cumpre pena de vida

BREVE COMENTÁRIO

Nessa música é possível identificar uma crítica ao comportamento da classe média quanto sua imparcialidade dos problemas que afetam a classe social de baixo status. É igualmente possível observar uma crítica à relação entre classe média e a  mídia.
Cristiano Bodart

Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Docente do Centro de Educação da Ufal.

View more articles Subscribe
Leave a response comment8 Responses
  1. Flavio
    agosto 12, 19:51 Flavio

    Max foi muito feliz em sua interpretação , musica com coteudo e musicalidade de primeirisima parabens por sua leitura de nossa sociedade alienada pela midia em todas as suas formas
    Obrigado

    reply Reply this comment
  2. Bruna
    agosto 22, 12:30 Bruna

    Sensacional! Tanto a produção do vídeo, quanto a música e o conteúdo!

    reply Reply this comment
  3. Sara Fernandes
    agosto 31, 19:49 Sara Fernandes

    O vídeo expressa perfeitamente o que o classe C (Classe media) em sua maioria faz eles estão tão alienados pela mídia que pensam que podem gastar ate o dinheiro que não tem para manter o padrão de vida que a mídia diz que eles tem que ter , tem um trecho na musica muito interessante que diz
    “Se o traficante é quem manda na favela
    Eu não “to nem aqui”
    Se morre gente ou tem enchente em Itaquera
    Eu quero é que se exploda a periferia toda
    Mas fico indignado com estado quando sou incomodado
    Pelo pedinte esfomeado que me estende a mão”
    Que expressa muito bem a triste realidade brasileira .

    reply Reply this comment
  4. Bruno Joaquim
    setembro 16, 23:27 Bruno Joaquim

    Essa letra é genial. Costumo usá-la para trabalhar o conceito de classe, a ideia de classe média, senso comum e cultura de massa.
    Costuma funcionar com alunos do Ensino Médio.

    Ótima dica!

    reply Reply this comment
  5. Amanda de Oliveira Martins Amandinha
    setembro 18, 00:30 Amanda de Oliveira Martins Amandinha

    Bem, essa musica mostra o quanto a classe media, critica tanto a classe alta quanto a baixa, e que ela está sempre no limite de tudo, nunca está nem acima e nem abaixo, só fica no limite, e faz criticas.

    reply Reply this comment
  6. Katiuce Pinheiro
    outubro 13, 16:01 Katiuce Pinheiro

    Gente ! A qualidade do video e a letra da musica e simplesmente fantastico.Parabes ao blog, materias assim que muda nosso posicionamento.

    reply Reply this comment
  7. Paula Ortelhado
    outubro 16, 17:46 Paula Ortelhado

    A letra é fantástica e tem um ritmo agradabilíssimo.Estou produzindo um projeto na educação com o título"O Poder das letras nas Músicas" e essa música é uma das elencadas. Já ouvi e reli várias vezes e cada vez surpreendo-me com a criatividade e inteligência do compositor. Parabéns, Max Gonzaga!!

    reply Reply this comment
mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: