O cristão: entre Direita e Esquerda

O cristão: entre Direita e Esquerda

Por Cristiano das Neves Bodart

Cristão é um adjetivo dado aqueles que seguem as ideias de Cristo (01-34 d.C). Em se tratando de Direita e Esquerda não consigo compreender como alguém se diz ser cristão sem, contudo, compartilhar as ideias básicas de Cristo.
Alguns dirão que não existe direita e esquerda, afirmativa que não se sustenta ao olharmos os planos de governo do PSDB e do PT, por exemplo (mas isso é uma outra discussão).
…….

Para
compressão inicial:
Grosso
modo podemos assim classificar:
→ Esquerda: Basicamente trata-se de uma posição ideológica que defende práticas voltadas a uma
sociedade mais igualitária. Defende uma melhor redistribuição de renda e respeito
as diferenças e prega mudanças na realidade socioeconômica em prol da
coletividade.
→ Direita: Basicamente trata-se de uma posição ideológica conservadora e defensora, hoje, do Neoliberalismo Econômico. Defende a meritocracia e a manutenção da realidade socioeconômica em
prol da individualidade.
…..
A questão que não consigo entender é a visão de alguns cristãos se colocarem contrários as ideias de Esquerda, como se essas fossem “diabólicas”. Digo isso porque se analisarmos, ainda que superficialmente, a vida de Jesus Cristo e de seus seguidores (cristãos primitivos) veremos com muita facilidade se Jesus era de Direita ou de Esquerda.
Como bem apresentou o poeta cristão, Ariano Suassuna, Herodes e Pilatos eram de direita, representavam o status quo da época. Defendiam o crescimento do Império Romano, o uso da força na manutenção da “harmonia social”.
Cristo e são João Batista eram sem dúvida de Esquerda. Alguns diriam que os objetivos de Jesus não estavam ligados a política. Isso, penso eu, ser verdade. Porém, ao buscar seu objetivo para o “Reino dos Céus” teve que se posicionar politicamente no mundo.
Jesus de Nazaré viveu em uma sociedade marcada pelo Latifúndio (diversas de suas parábolas tiveram a “terra” como pano de fundo) e quando ele se colocava contrário a riqueza (embora pensamos o conceito de riqueza com nossas experiências atuais, sendo visto como capital) estava se colocando contrário ao latifúndio. A riqueza, ou seja, a concentração de terras nas mãos de poucos, era visto por Jesus como bastante negativa (“É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino dos Céus” Mt. 19:24). E qual era a sugestão de Jesus? Sua orientação era a partilha: “vende tudo o que tens e dê aos pobres” (Mt. 19:21).
Jesus se pôs também contrário a exploração sobre os pobres. Denunciou a exploração da época que se dava por meio de impostos que enriquecia uma classe social e esmagava outras na pobreza. Atualmente a forma de exploração se dá, em maior parte, por meio das relações assalariadas (na época de Jesus o trabalho era predominantemente artesanal e familiar).
Quando Cristo, por exemplo, curava nos sábados e não observa as leis da época (regidas por princípios teocráticos judaicos) se colocava à Esquerda da Direita política da época, isso pela atitude subversiva e pelo rompimento com a ordem social.
Jesus viveu na companhia dos mais pobres e oprimidos pela Direita Política da época. Sua atenção esteve prioritariamente sobre os mais pobres, carentes e marginalizados pela sociedade. Notaremos nos evangelhos um constante embate entre Jesus e o Poder Político de Direita da época. Jesus foi um defensor das minorias desprivilegiadas ou vitimadas por preconceitos sociais e/ou religiosos.
O que mais caracteriza hoje a Esquerda? Certamente a ideia “comunista” de igualdade social.
Se olharmos para os Cristãos do primeiro século, mais especificadamente no livro de Atos dos Apóstolos veremos qual era o posicionamento desses:

“E da multidão dos que creram, um só era o sentimento e a maneira de pensar. Ninguém considerava exclusivamente seu os bens que possuía, mas todos compartilhavam tudo entre si” (ATOS 4: 32).

E ainda,
“Não havia pessoas necessitadas entre eles, pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, traziam o dinheiro da venda e o colocavam aos pés dos apóstolos, que o distribuíam segundo a necessidade de cada um”. (Atos 4:34-35).
Pelo que parece o Cristianismo foi precursor das ideias comunistas, chegando a colocá-las em prática no primeiro século.
Não é lúcido pensarmos que porque alguém da Esquerda se corrompeu, como fez Judas e outros contemporâneos de nossa época (enriquecendo-se a si mesmo com uma espécie de “caixa dois”), que devemos satanizar os princípios defendidos por Jesus. Fazer isso não seria deixar de seguir os princípios cristãos e, portanto, deixar de ter condições de ter esse adjetivo?
Por fim, termino dizendo que o conservadorismo da Direita da Época de Jesus, o crucificou justamente por ter sido interpretado como sendo de Esquerda.

Cristiano Bodart Bodart

Graduado em Ciências Sociais, doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP). Professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e docente do Centro de Educação dessa mesma instituição de ensino. Fundador e editor do Blog Café com Sociologia. Pesquisa as temática "movimentos sociais" e "ensino de Sociologia".

View more articles Subscribe
Leave a response comment53 Responses
  1. Willian Christian Ricardo da Silva
    novembro 19, 12:42 Willian Christian Ricardo da Silva

    Esqueceu-se de dizer o quanto os Cristãos foram perseguidos nos governos comunistas!!

    reply Reply this comment
    • Carol
      dezembro 12, 11:35 Carol

      E os cristãos que foram perseguidos na Ditadura Militar que de comunista não tinha nada?

      reply Reply this comment
      • DIEGO_ASMS
        agosto 23, 09:51 DIEGO_ASMS

        Quando os cristãos foram perseguidos na “Ditadura Militar”? Mostre-nos documentos que provem essa acusação…

        reply Reply this comment
      • FRED
        setembro 27, 19:29 FRED

        A Ditadura e o comunismo eram opostos. A ditadura era conservadora. Contrária ao comunismo. Na ditadura foram perseguidos os que eram contra o regime. E a igreja os protegia.

        reply Reply this comment
      • Arisvaldo Santos de Souza
        março 21, 20:29 Arisvaldo Santos de Souza

        Provavelmente eram cristão do igual ao autor do artigo comunista, portanto um mal a ser combatido.
        Deus sempre pregou desde o início a responsabilização do ser algo que a esquerda é totalmente contra, pregou também a meritocracia como por exemplo como do suor do seu rosto, enquanto a esquerda prega que devemos comer do suor do rosto dos outros. Jesus também falou que no céu cada um receberá um galardão conforme nossas obras, os comunas não poderão entrar lá pois fariam uma revolução alegando que todos são iguais. São muitas as passagens bíblicas que afirmam implicitamente que Deus não é esquerdista. A agenda esquerdista hoje é totalmente anti-cristã. O “bem” ao próximo pregado pela esquerda não passa de um boi de piranha e muitos tem caído.

        reply Reply this comment
        • Esther
          novembro 10, 03:04 Esther

          Primeiro, você fala em “Direita Política da época”. Mas você não define porque você diz que aquela era a direita. Como você classifica direita-esquerda um contexto (muito) antes da revolução francesa sem sequer explicar quais foram seus critérios? Foi o planejamento de mercado? Foi a defesa do cristianismo( que hj é defendido pela direita)?
          Segundo, o versículo completo de Mt 19.21 é “Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me.”. É óbvio que para seguir Jesus ele teria que deixar todas as suas propriedades, pois seria impossível administrá-las. Não há dúvidas que para os ricos é mais difícil entrar no céu, mas a riqueza em si não é negativa, muito pelo contrário. A igreja primitiva pode cuidar dos mais pobres e dos necessitados através da doação VOLUNTÁRIA de seus bens pelos mais ricos.
          Outro ponto: É óbvio que Jesus ia usar a terra como exemplo, mas não por ser contra o “latifúndio”, e sim porque aquela era uma sociedade agrária. Assim como também usou exemplo atividades pecuárias, de comércio (na parábola dos talentos -Mt 25: 14-30- Jesus cita que o servo que não dá lucro será mandado “ao lugar onde há choro e ranger de dentes”. Isso o tornaria capitalista opressor, de acordo com o seu pensamento?)
          Você disse que Jesus se posicionou contra os impostos exacerbados, ok. Mas… é a direita que defende o Estado Mínimo e, portanto, MENOS IMPOSTOS.
          Tem outros pontos, mas eu só vou me ater a mais um: Jesus defendia que as pessoas partilhassem sim a sua riqueza, mas VOLUNTARIAMENTE. Que elas abrissem mão daquilo que construíram quando tocadas pelo amor de Jesus que abriu mão d sua própria vida por nós. A Esquerda defende que o Estado deve TOMAR à força o dinheiro e os bens para dar , uma pequena parte ser dada aos mais pobres -para garantir o voto nas próximas eleições- e a maior parte ser engolida pela máquina estatal, não sem, é claro, ficar no bolso dos políticos do caminho.

          reply Reply this comment
          • Ester
            dezembro 05, 22:17 Ester

            👏👏👏👏👏👏👏

    • Cristiano Bodart Bodart
      dezembro 27, 17:26 Cristiano Bodart Bodart

      Um Governo comunista específico não é sinônimo do que entendo por "ser de esquerda".

      reply Reply this comment
      • Jp
        junho 15, 21:34 Jp

        Tu é burro mais interpretação a riqueza que Jesus falava não era material e sim espiritual ricos de espírito pense

        reply Reply this comment
    • Prof. Tiago
      junho 22, 21:12 Prof. Tiago

      Aí está a prova de que o cristianismo não é nem esquerda nem direita, ambos os lados o perseguiram!
      Acho que a postura cristã mais adequada é aquela que está livre das ideologias, de ambas.
      Nosso compromisso é com a causa do evangelho, e na defesa desses valores podemos nos aliar politicamente a todos aqueles que se dispuserem a defendê-la no caso concreto, independentemente do lado para que pende ideologicamente a asa de nossos aliados. O velho e saudoso Schaeffer falava muito em co-beligerância, conceito que deveríamos lembrar nestes tempos bicudos de patrulhamento ideológico. Seria muita ingenuidade nossa imaginar que os valores do evangelho poderiam ser sequestrados por qualquer partido ou tendência ideológica. O nosso partido é o do evangelho, e o cristão que participa da vida política, seja como eleitor, seja como deputado, deve se lembrar sempre que a sua cidadania é essa, inscrita na cidade de Deus, e que por aqui somos peregrinos, que vamos salgando o terreno dentro daquilo que é possível para nós.

      reply Reply this comment
    • Erci Andrade
      julho 24, 06:40 Erci Andrade

      Esta escrito em Josué 1 Esforça-te e tende bom ânimo para teres o cuidado de fazer tudo qto manda a minha lei. Não te apartes nem para esquerda e nem para a direita. Quem segue a esquerda ou a direita desobedece a Deus.

      reply Reply this comment
  2. Rakel Vieira de Souza
    dezembro 12, 00:44 Rakel Vieira de Souza

    Concordo plenamente.

    reply Reply this comment
  3. Rafael Barbosa Chagas
    dezembro 24, 11:39 Rafael Barbosa Chagas

    Fundamentação baseada em Ariano Suassuna! Que coisa mais interessante eim!? Fala sério.

    reply Reply this comment
  4. Wans Wins
    fevereiro 01, 14:14 Wans Wins

    Premissa boa mas conclusão forçada. Não é prudente comparar o plano perfeito de Deus com as facções humanas. Regimes de esquerda são historicamente contra qualquer religião que esteja acima dos poderosos, tanto na teoria (Marx) quanto na prática (União Soviética, China, Cuba, Coréia do Norte, etc.) enquanto os regimes de direita costumam utilizar o poder da religião em favor de seus poderosos. É muita pretensão do autor tentar justificar sua posição político-ideológica diante do podre cenário político brasileiro.

    reply Reply this comment
  5. rafael busquetti
    fevereiro 11, 13:01 rafael busquetti

    Olá! Muito bom o texto por apresentar o posicionamento político que podemos tirar de Jesus Cristo (que, acredito, priorizava a mudança de consciência e sua aplicação nas ações do dia-a-dia… algo como uma práxis).
    Particularmente, acredito que hoje o que mais se aproxima dos ideais sociais de Jesus é o que seria, segundo seus critérios, uma extrema esquerda: o anarquismo e o pensamento libertário.
    Recomendo a leitura de um livro do querido León Tolstoi, anarquista cristão, onde ele desenvolve bem exatamente essa relação cristianismo-conduta social. O livro é "O Reino de Deus está em Vós". (disponível em .pdf aqui: https://we.riseup.net/assets/160463/1249581-Leon-Tolstoy-O-Reino-De-Deus-Esta-Em-Vos.pdf )
    Abraços!

    reply Reply this comment
    • Prof. Tiago
      junho 22, 21:07 Prof. Tiago

      Anarquismo vc diz. Mas deve lembrar do que Ele disse: "Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus".
      Cristo nunca foi um revolucionário político como nos querem fazer crer. O reino que ele anunciava era futuro, e por futuro não me refiro à nosso época, rsrs.

      reply Reply this comment
  6. Prof. Tiago
    junho 22, 21:04 Prof. Tiago

    Acho que a definição de direita que postou não condiz com a realidade.
    Apesar disso, acredito que o cristão deve defender o evangelho, isso por vezes o fará votar na esquerda, outras vezes na direita. Mas acima de tudo não podemos nos prender a uma ideologia humana, afinal o "mundo jaz no maligno" e nenhuma ideologia ou governo humano o levará a perfeição.
    Então, nem revolucionário, nem reacionário, creio que o cristão coerente é conservador.

    reply Reply this comment
  7. Gustavo Ribeiro
    julho 28, 03:03 Gustavo Ribeiro

    Gostei, Cristiano. Há uma miopia no meio dito "evangélico" hoje em dia, mesmo entre a minoria que permanece fiel à Bíblia. Esta miopia os faz satanizar tudo o que é classificado como "esquerda" e os cega para os males do capitalismo e do individualismo exarcebado.

    reply Reply this comment
  8. Cristiano Bodart Bodart
    julho 28, 04:45 Cristiano Bodart Bodart

    Parece que sim Gustavo Ribeiro.

    reply Reply this comment
  9. Unknown
    setembro 09, 06:43 Unknown

    Infelizmente a comparação não foi boa amigo. A grande diferença é que todos os trechos que você apresentou da Biblia mostra que a partilha e a divisão era livre ,ou seja por vontade das próprias pessoas, como as igrejas e instituições de caridade fazem hoje. Deus sempre deu liberdade para as escolhas. Por outro lado a Esquerda pensa que a riqueza e tudo deva ser partilhado, não pela vontade, desejo e caridade das próprias pessoas, mas sim por meio de imposição e opressão das pessoas que tem mais riquezas.

    reply Reply this comment
  10. 777Heraldo
    setembro 24, 14:11 777Heraldo

    cristão de esquerda, que apoia casamento gay, uso de drogas e aborto é a mesma coisa que um judeu ser nazista

    reply Reply this comment
    • 777Heraldo
      setembro 24, 14:13 777Heraldo

      sem falar que no cristianismo não é ato forçado, é voluntario…nas politicas de esquerda vc deve obrigar a fazer a sociedade igualitária…e esqueceu que nada é por força e nem por violência(palavras de Jesus)

      e isso sem dizer que, sempre existiu desigualdade, como hierarquia, Jesus foi submisso até aos governantes de sua época. E ainda disse que cada um seria recompensado segundo os seus esforços, pois colhe o que plantou (meritocracia)

      sem mais

      reply Reply this comment
    • Stella Machado
      março 22, 16:56 Stella Machado

      Jesus aposto que defenderia a direita conservadora, eu considero a esquerda algo diabólico. Karl Marx, Hitler, Lenin, Gramsci. Uma lista infinita de esquerdista que tinha até por objetivo acabar com a religião. Papa João Paulo II se puvi-se barbaridades dessas quando era vivo apostaria que ficaria enfurecido.

      reply Reply this comment
    • Stella Machado
      março 22, 16:58 Stella Machado

      Obs: Ouvi-se.
      Perdão

      reply Reply this comment
  11. Alekçandro
    setembro 25, 17:47 Alekçandro

    Quem aí já deu tudo para seguir Jesus?

    reply Reply this comment
  12. Alekçandro
    setembro 25, 17:47 Alekçandro

    Quem aí já deu tudo para seguir Jesus?

    reply Reply this comment
  13. Gui De Sá Louzada
    dezembro 27, 16:37 Gui De Sá Louzada

    O cristão antes de tudo tem de ser cristão. Mas eu não tenho dúvidas de que Jesus hoje seria interpretado como comunista/esquerdista pela ala mais conservadora. Nós temos o exemplo do Papa Francisco que é odiado pela ala ultra conservadora.

    reply Reply this comment
  14. Gui De Sá Louzada
    dezembro 27, 16:38 Gui De Sá Louzada

    O cristão antes de tudo tem de ser cristão. Mas eu não tenho dúvidas de que Jesus hoje seria interpretado como comunista/esquerdista pela ala mais conservadora. Nós temos o exemplo do Papa Francisco que é odiado pela ala ultra conservadora.

    reply Reply this comment
  15. André Leite Reis
    fevereiro 16, 14:31 André Leite Reis

    Acho muito complicado conceituar esquerda como os que pregam igualdade, justica, dignidade a todos e a direita como os inimigos desse mundo perfeito que a esquerda criou em sua imaginacao coletiva e que muitos cristaos de esquerda confudem com o Reino de Deus.

    Esquerda X Direita nao é Bem X Mau muito menos Deus X Diabo. Temos muito mais maus exemplos nos dois lados politicos do que bons, sendo que o Diabo consegue deturpar tanto um lado quanto o outro. Se é dificil um rico entrar no Reino de Deus o que dizer do Fidel Castro que está na lista Forbes das pessoas mais ricas do mundo? Ou dos ricos capitalistas que nem sabemos o quanto doam do seu dinheiro e vivem com muito menos do que imaginamos.

    Acho um grande erro querer encontrar o posicionamento politico de Jesus sendo que ele mesmo disse "dai a Cesar o que é de Cesar e a Deus o que é de Deus". Ele deixou claro que o estado nao tinha nada a ver com a implantacao do Reino de Deus. Pessoas necessitadas sempre existiram em todos regimes e o papel da igreja é sempre o mesmo "Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros" sem esquecer o primeiro mandamento, claro.

    reply Reply this comment
  16. Fabiano Braga
    abril 22, 10:38 Fabiano Braga

    De certo que temos que andar conforme os ensinamentos de Cristo. Porém na época não tinha tais ideologias que temos hoje, então temos que sempre esta abertos ao que existe hoje. O autor que é esquerdista sem sombra de dúvidas esqueceu de comentar que a Direita prega o divino direito a Liberdade (livre Arbítrio), dado pelo nosso Bom Deus, prega também o direito a propriedade outro direito dado pelo Senhor, que diferentemente da esquerda prega tudo no poder do estado, sem liberdade, que o diga os fugitivos dos regimes de esquerda (Coreia do Norte, união Soviética e Cuba) e sem propriedades. Onde está o mérito (lei da semeadura) que Deus pôs sobre os homens na sociedade de esquerda???????? De certo que o comunismo (que o autor disse que os primeiros apóstolos viveram) jamais vai vingar, pois contraria a visão do Reino Celestial, onde existe diferentes posições, angariadas a partir do galardão de cada um!!!!!

    reply Reply this comment
  17. Juan Carlos de Souza
    abril 22, 15:10 Juan Carlos de Souza

    Cara, quanta heresia e bobagem! Sério, você não é cristão, só esquerdista! O que fez no texto foi apenas tentar manter intacto o discurso do socialismo (coisa que todo esquerdista faz)! Cristo não era revolucionário. Se você lesse mais a bíblia ao invés de besteiras progressistas não estaria escrevendo esse tipo de merda! Em provérbios diz: Quando o governo é justo, o país tem segurança; mas, quando o governo cobra impostos demais, a nação acaba na desgraça. ( Provérbios 29:4 ) . Agora te pergunto: dá pra fazer socialismo sem cobrar altos impostos da população, sem sobretaxar ricos e tirar dos que conquistaram pra dar a quem não trabalhou? O que isso gera? Revolta! Ou você é cristão ou é de esquerda, os dois não dá!

    reply Reply this comment
  18. Unknown
    abril 22, 19:34 Unknown

    Definição de familia por Karl Marx:
    "A familia é uma estrutura endemicamente perversa"

    Definição de familia na biblia:
    Se alguém não cuida de seus parentes, e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que um descrente.
    1 Timóteo 5:8

    Faça sua escolha

    reply Reply this comment
  19. TGonç
    outubro 04, 00:45 TGonç

    Pqp, esse site é uma aberração!

    reply Reply this comment
  20. Samuel
    novembro 12, 03:09 Samuel

    Ta bom, e quanto ao que Deus fez com salomão, o homem mais rico da historia que já existiu… Isso é ser de esquerda?
    É claro na bíblia a meritocracia, Deus ou Jesus agindo conforme a fé das pessoas. Quem faz mais recebe mais, quem faz menos, recebe menos.
    Jesus pregou a liberdade do individuo, de tomar suas próprias decisões, não de viver preso ao que lhes era imposto.
    Deus não de migalhas (projetos sociais) e sim da solução do problema… Individuo forte, não depende do governo ou de nada.

    reply Reply this comment
  21. Wilian Zenateli
    dezembro 12, 16:36 Wilian Zenateli

    Boa reflexão, sou cristão e professor recém formado em geografia, sofro críticas dos meus colegas da universidade por ser cristão e dos meus colegas e líderes da igreja por manter um pensamento politico e econômico de esquerda. É incrivel como essa associação do “cristianismo” com uma direita conservadora está enraizada como regra tanto por parte dos grupos religiosos e até mesmo na ciência. É necessário mais reflexões e críticas como essa.

    reply Reply this comment
  22. Elinaldo
    dezembro 23, 13:21 Elinaldo

    Palavras persuasivas, porem apenas para quem não conhecem , não leem ou estudam as escrituras.Jesus nunca foi contra ricos, tanto que muitos ricos se converteram e tinham pessoas ricas que o ajudavam, ele foi contra o pecado ! O objetivo de central de Jesus foi morrer e pagar o preço no lugar da Humanidade,o Pecado sempre foi o motivo que o fazia combater, Jesus condenava os Ricos que usufruíam das coisas de forma ilegal ( pecado), as Injustiças (pecado) ,Prostituição ( pecado) Traições (pecado) Adultérios (pecado) Roubo (pecado) homicídio ( pecado) fornicação (pecado)Uso de Drogas maconha e outras (pecado) etc. e Jesus também não aceitava as mudanças da natureza que Deus estabeleceu, Homem transando ou unindo com Homem, Mulher transando e unindo a Mulher (Romanos 1, 26 – 27), Jesus presava e defendia a família tradicional , Jesus honrava Pai e Mãe e não o termo “Genitores”.onde me parece que os Esquerdas atuais defendem e querem impor tais comportamentos chamando os de progressismo.

    Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?
    10 Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.

    11 E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.

    1 Coríntios 6:9-11

    Então Jesus não era de direita nem de esquerda ele era e é o salvador que morreu e ao terceiro dia ressuscitou! e estar vivo! para nos dar diteiro a salvação unicamente por meio dele!

    reply Reply this comment
  23. ElinaldoFS
    dezembro 23, 13:24 ElinaldoFS

    Palavras persuasivas, porem apenas para quem não conhecem , não leem ou estudam as escrituras.Jesus nunca foi contra ricos, tanto que muitos ricos se converteram e tinham pessoas ricas que o ajudavam, ele foi contra o pecado ! O objetivo de central de Jesus foi morrer e pagar o preço no lugar da Humanidade,o Pecado sempre foi o motivo que o fazia combater, Jesus condenava os Ricos que usufruíam das coisas de forma ilegal ( pecado), as Injustiças (pecado) ,Prostituição ( pecado) Traições (pecado) Adultérios (pecado) Roubo (pecado) homicídio ( pecado) fornicação (pecado)Uso de Drogas maconha e outras (pecado) etc. e Jesus também não aceitava as mudanças da natureza que Deus estabeleceu, Homem transando ou unindo com Homem, Mulher transando e unindo a Mulher (Romanos 1, 26 – 27), Jesus presava e defendia a família tradicional , Jesus honrava Pai e Mãe e não o termo “Genitores”.onde me parece que os Esquerdas atuais defendem e querem impor tais comportamentos chamando os de progressismo.

    Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?
    10 Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.

    11 E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.

    1 Coríntios 6:9-11

    Então Jesus não era de direita nem de esquerda ele era e é o salvador que morreu e ao terceiro dia ressuscitou! e estar vivo! para nos dar diteiro a salvação unicamente por meio dele!

    reply Reply this comment
  24. Cris
    dezembro 24, 16:59 Cris

    Os “cristãos” conservadores não entendem uma coisa básica e que sua ideologia que precisa da desinformação oculta. Jesus foi sim um revolucionário na sua época, pregou a mudança radical de comportamento e o evangelho do amor, em um mundo saturado por violência e intolerância. Infelizmente o conteúdo também revolucionário da ideologia protestante se transformou em reacionário e conservadora ao longo dos séculos pós reforma protestante, quando se associaram aos projetos de poder vinculados à constituição de determinados estados nacionais. Uma vez no poder, qualquer mudanca radical em direção à verdadeira fraternidade e igualdade, contradiz os espaços de poder conquistados. Jesus se envergonharia profundamente desses cristãos conservadores que se isolam em suas zonas de conforto e contradizem o evangelho da mudança radical, que revoluciona o homem e suas práticas atrasadas e que violentam cotidianamente o evangelho do amor e da tolerância pregado por Jesus. Vocês são de fato uma vergonha histórica

    reply Reply this comment
  25. Nelson Alves
    abril 30, 19:33 Nelson Alves

    Caro Cristiano das Neves Bodart.

    Para reflexão, como está na classificação, trago informações, à guisa de que possas encontrar respostas para a indagação angustiosa que ressalta, quando bisa: ….”não consigo compreender como”… e “A questão que não consigo entender”….
    Um texto bem estruturado assim, amparado em referências bíblicas; denota, como sua conceituação indica, um claro posicionamento de esquerda e comprova sua imersão ao arquétipo de que: “Não podendo ser Deus, o Ser Humano cria um deus à sua imagem e semelhança”.
    Ousar “enquadrar” os atos de Jesus numa conotação sócio-política de “Esquerda” ou “Direita”; é tentar medir o Divino por conceitos e dicotomias humanas; é não perceber a essência da Revelação que transcende o mundo material, e as lutas sócio-econômicas que nos subjugam e nos arrastam para uma infinda espiral crescente em busca da posse e do poder, estimulada ultimamente pelos “nós x eles”, numa visão reducionista da “existência humana” para o aqui e o agora, buscando vantagens egoicas e acumulativas.
    Para se ser “um com o Pai” (Já não estou no mundo, mas eles estão ainda no mundo; eu, porém, vou para junto de ti. Pai santo, guarda-os em teu nome, que me encarregaste de fazer conhecer, a fim de que sejam um como nós. – João 17,11), a essência dos ensinos de Jesus, há que se trilhar o caminho progressivo da transformação pessoal, abrindo mão de qualquer posse material e colocando-se inteiramente como servo dos outros; isso está muito além da conceituação formatada em qualquer “Filosofia ou Sistema Sociológico criados pelo gênio humano”; portanto as ideias comunistas são só uma sombra do “Sistema que Jesus nos apresentou e exemplificou”.
    Esse “Sistema Divino” fala de um Reino, que ainda não é desse mundo, em que a base é a “Meritocracia” (Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras. Mateus 16:27); uma realidade da qual fogem os “políticos carreiristas” e “todos” que se aproveitam das benesses do Estado (não importa se de Direita ou de Esquerda – se Capitalista e socialista); porque não valerão mais os discursos e as exortações, as enganações e as falsas aparências, as notícias plantadas e os falseamentos da realidade; cada um terá o “seu lugar” de acordo com a sua atuação na vida de relação sócio-ambiental em que está inserido, pautado pela contribuição efetiva que der para o equilíbrio e a harmonia, a sobrevivência e o progresso de todos.
    A “boa nova”, nesse momento de tantas notícias ruins sobre a conduta ética dos Seres humanos, é que muitos existem entre nós, cidadãos comuns, e até no meio político-partidário, dentre os ditos de “Esquerda” ou de “Direita”, ou mesmo de “centro”, que estão praticando esses ensinamentos de Jesus, adotando-o como “Modelo e Guia” para suas ações; sendo co-partícipes de um Plano Divino para transformar e regenerar esse nosso Orbe, zelando por aspectos que vão muito além da “Política partidária ou ideológica de Esquerda ou de Direita).
    A verdadeira luta a ser travada nunca foi entre “Pobres e Ricos”, nem entre “Esquerda e Direita”; mas contra o jugo da matéria, para evoluirmos em direção ao Espiritual e caminharmos para a “unidade entre todos os seres, com Jesus e com Deus”.
    Então, a resposta e o desafio que se nos apresenta é para fugirmos dos rótulos e sermos “Imitadores do Cristo”!
    Nelson Alves
    abril / 2017 – Cuiabá – MT – [email protected]

    reply Reply this comment
  26. Nelson Alves
    maio 03, 00:04 Nelson Alves

    Para reflexão, como está na classificação, trago informações, à guisa de que possas encontrar respostas para a indagação angustiosa que ressalta, quando bisa: ….”não consigo compreender como”…. e “A questão que não consigo entender”….
    Um texto bem estruturado assim, amparado em referências bíblicas; denota, como sua conceituação indica, um claro posicionamento de esquerda e comprova sua imersão ao arquétipo de que: “Não podendo ser Deus, o Ser Humano cria um deus à sua imagem e semelhança”.
    Ousar “enquadrar” os atos de Jesus numa conotação sócio-política de “Esquerda” ou “Direita”; é tentar medir o Divino por conceitos e dicotomias humanas; é não perceber a essência da Revelação que transcende o mundo material, e as lutas sócio-econômicas que nos subjugam e nos arrastam para uma infinda espiral crescente em busca da posse e do poder, estimulada ultimamente pelos “nós x eles”, numa visão reducionista da “existência humana” para o aqui e o agora, buscando vantagens egoicas e acumulativas.
    Para se ser “um com o Pai” (Já não estou no mundo, mas eles estão ainda no mundo; eu, porém, vou para junto de ti. Pai santo, guarda-os em teu nome, que me encarregaste de fazer conhecer, a fim de que sejam um como nós. – João 17,11), a essência dos ensinos de Jesus, há que se trilhar o caminho progressivo da transformação pessoal, abrindo mão de qualquer posse material e colocando-se inteiramente como servo dos outros; isso está muito além da conceituação formatada em qualquer “Filosofia ou Sistema Sociológico criados pelo gênio humano”; portanto as ideias comunistas são só uma sombra do “Sistema que Jesus nos apresentou e exemplificou”.
    Esse “Sistema Divino” fala de um Reino, que ainda não é desse mundo, em que a base é a “Meritocracia” (Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras. Mateus 16:27); uma realidade da qual fogem os “políticos carreiristas” e “todos” que se aproveitam das benesses do Estado (não importa se de Direita ou de Esquerda – se Capitalista e socialista); porque não valerão mais os discursos e as exortações, as enganações e as falsas aparências, as notícias plantadas e os falseamentos da realidade; cada um terá o “seu lugar” de acordo com a sua atuação na vida de relação sócio-ambiental em que está inserido, pautado pela contribuição efetiva que der para o equilíbrio e a harmonia, a sobrevivência e o progresso de todos.
    A “boa nova”, nesse momento de tantas notícias ruins sobre a conduta ética dos Seres humanos, é que muitos existem entre nós, cidadãos comuns, e até no meio político-partidário, dentre os ditos de “Esquerda” ou de “Direita”, ou mesmo de “centro”, que estão praticando esses ensinamentos de Jesus, adotando-o como “Modelo e Guia” para suas ações; sendo co-partícipes de um Plano Divino para transformar e regenerar esse nosso Orbe, zelando por aspectos que vão muito além da “Política partidária ou ideológica de Esquerda ou de Direita).
    A verdadeira luta a ser travada nunca foi entre “Pobres e Ricos”, nem entre “Esquerda e Direita”; mas contra o jugo da matéria, para evoluirmos em direção ao Espiritual e caminharmos para a “unidade entre todos os seres, com Jesus e com Deus”.
    Então, a resposta e o desafio que se nos apresenta é para fugirmos dos rótulos e sermos “Imitadores do Cristo”!

    reply Reply this comment
  27. Keller Augusto
    junho 30, 16:57 Keller Augusto

    Faço aqui algumas considerações
    Primeiro: Devemos ler a bíblia de forma contextualizada. Cada texto tem um contexto, um simbologia, um objetivo e um publico. Segundo: De certa forma Jesus foi um revolucionário em seu tempo. Ele era judeu, e mesmo assim curava em sábado, proibido pela lei judaica. Ele se atreveu a questionar quando apedrejavam a mulher adultera. Ele questionava as estruturas que iam contra a vida.
    Terceiro: Sobre ser de esquerda ou direita eu acho que ele escolheu o lado que priorize a vida, mas não a vida em condições mínimas, mas a vida em abundancia a todos, de forma igualitária. Isso é reforçado no livro do Atos dos Apóstolos quando diz que todos vendiam os bens e partilhavam de maneira que ninguém passasse necessidade.
    E por ultimo as críticas de Marx não são ao Evangelho, são à Igreja que na época estava ao lado dos poderosos, se afastando dos moldes primeiros da Igreja. A Igreja que Marx critica é aquela que justificou muita atrocidade em nome de Deus como foi o exemplo da Inquisição. Nesse momento é importante dizer que o povo não tinha acesso a bíblia e seguia segamente as doutrinas.

    reply Reply this comment
  28. Dagatt
    agosto 24, 12:37 Dagatt

    Meus parabéns ao professor pela coragem e sinceridade do texto. Eu sou cristão e sou de esquerda. Esse cristianismo hipócrita fariseu e de concordância com o sistema (mundo, Kosmos) não é bíblico.
    Deus te abençoe professor

    reply Reply this comment
  29. Antônio Souza
    novembro 07, 23:06 Antônio Souza

    É certo que os governos de esquerda são ditaduras, pois a ideologia de esquerda pressupõe um Estado fortíssimo, controlador das vidas das pessoas e antidemocrático, p. ex. América Latina, África etc. A direita radical, o outro extremo, também procura a manipulação das massas, estabelece perseguição, igualmente como a esquerda, às oposições. Ambos não convivem bem com opiniões contrárias nem como uma utópica democracia, onde todos podem se manifestar livremente. Jesus não é, nunca foi, nunca será de esquerda…ou de direita. Ele é DEUS! O seu sistema não tem similar por aqui, haja vista que os nossos modelos são egoístas, contrários a um Deus amoroso e misericordioso. O cristianismo é diferente demais dessas duas posições políticas que dispomos. É algo muito mais digno e altruísta. Muito mais igualitário. Não há como referir com esquerda ou direita. Nem merece considerar comparações entre cristianismo e esquerda ou direita. Até porque o cristianismo não busca a glória neste mundo. Governantes e políticos são vaidosos demais para dispensar a fugaz glória terrena! Quem busca estabelecer comparações entre cristianismo com as idéias de esquerda ou de direita, não conhece o cristianismo e o Cristo, Senhor e Salvador, de todo aquele que crê. O resto é conversa fraca prá boi velho dormir!

    reply Reply this comment
mode_editLeave a response

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: