Posts From Cristiano Bodart

Reflexão em torno do objeto de estudo da Sociologia

access_timemarço 2, 2009 chat_bubble_outline 0

Fragmentos do artigo “A Sociologia e o mundo moderno” de Otávio Iani Tempo Social; Rev. Social. USP, S. Paulo, VOLUME 1(1) Vista em perspectiva ampla,

Abolição dos Direitos

access_timemarço 1, 2009 chat_bubble_outline 0

Ano de 1888, Lei Áurea. Era abolido a escravidão. O negro agora estava livre. Livre para ir a qualquer lugar; ou talvez a lugar nenhum.

Aula de Sociologia – Primeira semana

access_timemarço 1, 2009 chat_bubble_outline 3

Primeira semana sociologia ensino médio: alguns pontos  Sociologia: Uma breve introduçãoPontos abordados: O que estudar em sociologia? O que são Fatos Sociais?(…) Análise da música

Dica de Leitura: Capitalismo, violência e terrorismo

access_timefevereiro 28, 2009 chat_bubble_outline 0

Obra do Sociólogo Octavio Ianni. “O que está em causa,quando se fala em mundialização, planetarização, globalização, globalidade ou globalismo, é uma ampla e profunda transformação

Dica de Leitura: A ocidentalização do Mundo

access_timefevereiro 28, 2009 chat_bubble_outline 0

O livro de Serge Latouche, “A Ocidentalização do Mundo” é uma obra extraordinária. A partir da análise de Latouche é possível entender o processo de

Frase: Betinho

access_timefevereiro 28, 2009 chat_bubble_outline 0

“Não cabe às ONGs brasileiras acabar com ou pretender substituir o Estado, mas colaborar para a sua democratização. Não cabe às ONGs produzir para o

O Haiti – Caetano Veloso

access_timefevereiro 28, 2009 chat_bubble_outline 3

LETRA: Haiti Caetano Veloso Composição: Caetano Veloso e Gilberto Gil Quando você for convidado pra subir no adro Da fundação casa de Jorge Amado Pra

Eu vezes eu – Titãs

access_timefevereiro 28, 2009 chat_bubble_outline 0

LETRA: Rafaela tá trancada há dois dias no banheiro enquanto sua mãe toma Prosac, enche a cara e dorme o dia inteiro Parece muito, mas

Tempo Rei – Gilberto Gil

access_timefevereiro 28, 2009 chat_bubble_outline 0

LETRA: Tempo rei (Gilberto Gil) Não me iludo, tudo permanecerá de um jeito Que tem sido, transcorrendo, transformando Tempo e espaço navegando todos os sentidos

Até quando esperar? – Música de Plebe Rude

access_timefevereiro 28, 2009 chat_bubble_outline 1

Letra: Não é nossa culpa nascemos já com a benção Mas isso não é desculpa pela má distribuição Com tanta riqueza por aí onde é

menu
menu