Perfil e motivação dos manifestantes defensores da educação pública – M30

Perfil e motivação dos manifestantes defensores da educação pública – M30

Perfil dos manifestantes defensores da Educação Pública – MACEIÓ-AL (26/05/19)

APRESENTAÇÃO – Baixe o relatório com os gráficos e tabelas AQUI

A pesquisa foi realizada no dia 30 de maio de 2019 e teve por objetivo identificar o perfil e motivações dos manifestantes contrários ao governo Bolsonaro presentes no ato ocorrido no dia 30 de maio de 2019 a partir da Praça Centenária, na capital do estado de Alagoas, Maceió. A pesquisa foi realizada sob a coordenação do professor do Programa de Mestrado em Sociologia da Universidade Federal de Alagoas, Dr. Cristiano das Neves Bodart.

A importância deste surveyestá em caracterizar o perfil e as percepções dos manifestantes, o que contribui para entendermos os sujeitos que vêm participando ativamente no jogo democrático que se dá na esfera pública. Como outro survey semelhante foi aplicado no dia 26 de maio, em ato pró-Bolsonaro (baixe aqui), a parti dos dados aqui apresentados é possível realizar comparações entre ambas as performances públicas, o perfil e as posições políticas dos seus envolvidos.

O surveycontou com a participação de 8 pesquisadores que foram divididos pelo espaço ocupado pelos manifestantes, o que possibilitou incluir na amostra aqueles que estavam nos espaços mais e menos adensados do ato. O questionário foi aplicado, por meio de amostragem aleatória, a 182 manifestantes visando estabelecer perfis e regularidades de suas motivações por meio da generalização estatística. Apenas os manifestantes presentes na concentração foram abordados e inclusos na pesquisa. Os questionários foram aplicados entre 13h30mim. e 16h.

As questões presentes no formulário estão divididas em dois blocos: perfil do manifestantes e diagnóstico quanto a posições políticas e motivações  da participação no ato. Na primeira parte do questionário, buscar-se estabelecer, estatisticamente, a distribuição dos manifestantes por gênero; faixa etária; estado civil; renda per capta familiar; ocupação profissional principal; escolaridade; cor e; religião. No segundo bloco, que constituirá da parte mais extensa do questionário, objetivou-se identificar as opiniões com respeito a temas políticos e sociais, assim como observar a principal motivação de estar participando do ato.

No segundo bloco, foram abordadas questões como: experiência em atos de rua; razão principal de estar participando do ato; fonte de informação referente a divulgação do ato; participação em grupos e associações civis; interesse por política; frequência e veículos de busca por informações; posicionamento, confiança  e grau de satisfação em relação a democracia; posicionamento frente a eventual intervenção militar; posicionamento em relação a cotas em universidades, contingenciamentos nos recursos destinados a essas instituições, facilitação do porte de armas, redução da maioridade penal e; confiança nas instituições democráticas (Senado, Câmara Federal e o Supremo Tribunal Federal). Foi, ainda, perguntado se o manifestante estava ali por coerção ou se era um ato baseado em escolha pessoal.

Finalmente, destacamos que a estruturação e realização desta pesquisa têm objetivos essencialmente científicos. O surveyparte do interesse do grupo de pesquisa coordenado pelo professor Cristiano das Neves Bodart e não foi contratado por nenhuma organização política ou partido político, nem tampouco está alinhado política ou ideologicamente a nenhum grupo em particular. Trata-se de uma pesquisa sem financiamento público ou privado, sendo viabilizada exclusivamente pelo trabalho voluntário da equipe.

Maceió, 31 de maio de 2019.

 

EQUIPE REALIZADORA DA PESQUISA

Coordenador:

Cristiano Bodartdoutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP). Professor do Programa de Mestrado em Sociologia da UFAL.

Pesquisadores:

Edisangela Santos, Graduada em Comunicação Social com habilitação para Relações Públicas. Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Elizandra Cristina Rodrigues da Silva, Graduanda em Pedagogia. Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Fabio dos Santos, Graduado em Ciências Sociais. Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Gabriela Vilela Palmeira Ferreira,Graduada em Jornalismo. Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Grace Martins,Graduanda em Ciências Sociais. Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Caio dos Santos Tavares,Graduando em Ciências Sociais. Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

José Luciano Martins da Silva,Graduando em Ciências Sociais. Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

 

 

 

Cristiano Bodart

Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Docente do Centro de Educação da Ufal.

View more articles Subscribe
comment No comments yet

You can be first to leave a comment

mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: