Zines sociológicos como recursos de ensino-aprendizagem

Zines sociológicos como recursos de ensino-aprendizagem

Por Cristiano das Neves Bodart

A Sociologia, juntamente com outras disciplinas do currículo escolar, tem por objetivo promover o desenvolvimento de diversas competências e habilidades do educando. Isso significa que o professor não deve se limitar aos conteúdos de Sociologia, antes desenvolver, em diálogo com a Sociologia, diversas estratégias de ensino que possibilite a promoção de muitas outras aptidões, domínios de diversas técnicas e expressões culturais. Desta forma, trazemos uma dica para as aulas de Sociologia (que pode ser adaptadas as demais disciplinas): produção de fanzines sociológicos.

A proposta é trabalhar com um recurso didático pedagógico que pode promover o desenvolvimento de diversas competências, além de ensinar o conteúdo de Sociologia.

O que é fanzine?

As fanzines são revistinhas (revistas pequenas) de produção independente e não profissional com diversas finalidades. Também conhecido como “zine”, trata-se de uma pequena obra que associa conteúdos diversas com o artesanato, sendo, assim, uma produção artística.

O termo fanzine, deriva da aglutinação de “fan” e “magazine”, o que literalmente seria “revista de fãs”. Sua popularização deu-se como um meio de divulgação de trabalhos artísticos, literários, musicais, poesias, e outras manifestações artísticas. Como a produção é artesanal e sua reprodução é limitada, trata-se de uma obra de fãs para fãs.

Como produzir a dobradura de um fanzine?

Fanzine Sociológico

Um dos objetivos dos professores é tornar os conteúdos de sua disciplina mais atrativos. O uso de fanzine (ou zine) pode ser uma estratégia interessante e gerar bons resultados. Certamente você tem alunos que gostam de trabalhos artesanais, de produzir poemas, músicas, etc. Que tal associar isso, por meio do fanzine, aos conteúdos de Sociologia?

A dica que divulgamos aqui no Blog Café com Sociologia é a produção de um fanzine com conteúdos de produção autoral. Contudo, há outras possibilidades, tais como:

  • Relacionar trechos de músicas com o conteúdo estudado, associando música e Sociologia;
  • Fanzine biográfico (sobre a vida de um sociólogo);
  • Produção de poemas abordando os temas, conceitos ou teorias estudados;

O fanzine pode ser produzido com colagens, pinturas, desenhos retalhos de panos, etc. Isso dependerá do estilo e gosto do artista (aluno produtor).

A segui demonstramos nossa produção como exemplo:

Materiais necessários:

 

  • Conteúdo (que pode ser digitado ou não);
  • Cola branca;
  • Tesoura;
  • Papel A4 e;
  • Recortes diversos.

Com o conteúdo colado (pode ser escrito à caneta)

Capa do Zine

Páginas 1 (crédito e apresentação) e 2.

Páginas 3 e 4

Páginas 5 e 6 (algumas obras de Max Weber)

Contracapa

 

Zine aberto (é possível reproduzir através de fotocópias, bastando dobrar e cortas as cópias como indicado no vídeo.)

Se cada alunos produzir um fanzine, é possível realizar uma pequena exposição na escola.

Mãos à obra!

Quem sabe com aulas criativas os alunos não aprendem com mais prazer e se tornem fãs das Ciências Sociais?

 

 

 

 

Cristiano Bodart

Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Docente do Centro de Educação da Ufal.

View more articles Subscribe
comment No comments yet

You can be first to leave a comment

mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: